Modelagem baseada em agente: primeiros passos

Aqui o Understanding Society mostra um bom guia para começar a olhar estes modelos baseados em agente que falei na semana passada e coloca algumas dúvidas sobre a viabilidade do projeto. Para ele (e concordo) quando os agentes são homogêneos podemos usar uma abordagem agregada. Mas quando é que algo é homogêneo? Me parece possível encaixar preceitos evolucionistas nessa abordagem.

Agent-based modeling is an intriguing new set of tools for computational social science. The techniques permit us to project forward the system-level effects of a set of assumptions about agent behavior and a given environment. What kinds of real social phenomena are amenable to treatment by the techniques of agent-based modeling? David O’Sullivan and his co-authors offer an assessment of this question in their contribution to a valuable recent handbook, Heppenstall et al, Agent-Based Models of Geographical Systems. (Andrew Crooks and Alison Heppenstall provide a valuable and clear introduction to ABM methodology in their contribution to the volume.)

via UnderstandingSociety: Domain of agent-based modeling methods.

Anúncios

Discutindo com economistas e outros também

Parar de assinar

Antes de começar a opinar sobre os assuntos e artigos, acho importante deixar claro algumas coisas que acredito serem básicas em uma discussão.
A coluna do Noah abaixo traz sete regras básicas para debater com um economista mas que, na verdade, se aplicam à qualquer ciência social e também na política ou psicologia.
São de certa forma uma maneira popular de lembrar das falácias lógicas, principalmente as minhas preferidas: non sequitur, argumento da autoridade (exemplo 1 dele) e ad hominem (exemplo 7).

Principle 1: Credentials are not an argument.

Example: “You say Theory X is wrong…but don’t you know that Theory X is supported by Nobel Prize winners A, B, and C, not to mention famous and distinguished professors D, E, F, G, and H?”

Suggested Retort: Loud, barking laughter.

via Noahpinion: Seven principles for arguing with economists.