O fim da nova síntese

Notebook

Nunca esqueça de seguir o VoxEU!

Uma “novidade” que encontrei estudando para a prova do doutorado foi esse conceito de nova síntese. Durante o meu mestrado (2004-2007), estudávamos criticamente algumas correntes rivais dentro do arcabouço neoclássico e, quem quisesse, olhava teorias alternativas em algumas eletivas. No contexto do que é chamado nos EUA de Grande Moderação, as próprias teorias rivais estavam convergindo. Agora o clima parece ter esquentado novamente. Apareceram os MMT, até o Tyler Cowen fala de pós-keynesianos agora…

Just five years ago, macroeconomists talked about a new synthesis, bringing together Keynesian and Classical ideas in a unified, microfounded theoretical framework. Following the Great Recession, it appears that mainstream macroeconomics has once again split into schools of thought. This column explains why macroeconomics, unlike microeconomics, periodically fragments in this way.

via The return of schools of thought in macroeconomics | vox – Research-based policy analysis and commentary from leading economists.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s