Política econômica ou economia política?

Como conciliar nossa visão política e a nossa pesquisa? Acredito em tentar manter a sinceridade e a mente aberta para os resultados, e a capacidade de mudar de ideia (de voltar atrás de novo). Manter uma atitude de pesquisador.

Economics is not value free in practice, but should economics be value free, at least in principle? I used to think the answer was a clear yes — we should do our best to promote positive analysis and avoid normative — but in recent years I’ve become much more open to other possibilities.

via Economist’s View: Is Economics Value Free?.

I think the vast majority of economics is likely to progress ultimately free of ideological constraint. The simple reason: this too shall pass.

I’ve had conversation with non-economists over whether or not economics will be radically different in the wake of the Great Recession. My answer, is probably not very much. When its all over you will be gone, but we will still be here.

That’s true for most ideologues. When its all over they will go back to doing whatever it was they were doing before. There will be no stimulus package for them to be exercised over. No non-standard monetary policy to make them fret about hyper-inflation. No dismay over progress sending them into the arms of radically alterative statistical accounts of the GDP and inflation.

We will have the luxury afforded to other disciplines, that of being boring.

Some areas will have controversy for the foresee able future – the effects of taxation for example – however, the long project to flush out Daivd Hume’s 350 year old observation that money and industry are somehow connected will recede back into the towers of geekdom.

via Value Free Economics « Modeled Behavior.

Claro que na prática pode se mostrar complicado. É como a discussão entre onde termina o jornalismo e onde começa a propaganda ou as relações públicas. Devemos tomar nosso lado e ficar atento a quem opta por fazer o oposto. No nosso caso é a oposição entre o cientista com opiniões políticas e o político que escolhe a teoria que mais lhe favorece. A economia e toda ciência social sofre mais esse tipo de ataque por ser um campo dividido, então a solução é manter o seu caminho escolhido e ficar de olhos abertos para não cair nas armadilhas.

And we would like to suppose that the cognitive and social values that surround scientific research — attentiveness to data, openness to criticism, willingness to revise ones beliefs — will gradually lead to systems of scientific belief that are more and more faithful to the ways the world is.  From this perspective, the contingency and social dependency of the research process seems at odds with the hope that the results will be univocal.

via UnderstandingSociety.

Eu sua discussão sobre a propriedade e o conteúdo de um código de ética para economistas, Colander toca em alguns pontos nesta discussão, destacando corretamente uma atitude humilde, principalmente no que diz respeito a economia aplicada. Johnson também expõe essa ideia no Time.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s